29ª Semana Nacional do Migrante: ‘Migrar é direito, tráfico humano é crime’

16/06/2014 | Assessoria de Imprensa

Entre os dias 15 e 22 de junho, será realizada a 29ª edição da Semana Nacional do Migrante, com o tema: ‘Migração e Liberdade’, e o lema: ‘Migrar é Direito, Tráfico Humano é Crime’. A atividade acontece nesses dias em virtude da celebração do Dia do Migrante, no dia 19, e do Dia Mundial do Refugiado, no dia 20.

Segundo os dados mais recentes fornecidos pela Polícia Federal, o Brasil abriga cerca de 940 mil imigrantes permanentes. No mundo, o número de migrantes é apontado como próximo aos 250 milhões.

O Serviço Pastoral dos Migrantes da CNBB (SPM) é o responsável por articular as pastorais específicas a promoverem atividades em suas dioceses, paróquias e comunidades. A cada ano, o SPM elabora um texto-base e um cartaz (foto) apresentando o tema.

O presidente do Serviço Pastoral dos Migrantes e bispo de Pesqueira (PE), dom José Ferreira Salles, ao introduzir o tema de 2014 no texto-base destacou que a Semana deste ano “oferece um importante material para fomentar nossas ações de prevenção, denúncia e de resgate da dignidade e cidadania das muitas pessoas que são aliciadas e se tornam vítimas do tráfico humano”.
“Essa realidade deve nos desinstalar de nosso bem-estar, da zona de conforto que nos faz indiferentes ao sofrimento dos migrantes que são violados em sua dignidade e liberdade de filhos e filhas do Criador”.

“Em tempo de megaeventos esportivos no Brasil, este material traz à luz o drama do tráfico de pessoas, abordando o assunto em consonância com a CF/2014, mesmo porque as vítimas, conforme dados oficiais, são pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica em processo de migração. Portanto, essa realidade deve nos desinstalar de nosso bem-estar, da zona de conforto que nos faz indiferentes ao sofrimento dos migrantes que são violados em sua dignidade e liberdade de filhos e filhas do Criador”, completou o bispo.

Para dom José, diante desse “cenário de dor” as pessoas devem assumir um compromisso ético e reivindicar políticas públicas com vistas a garantir os meios para que as vitimas desses crimes possam ser “resgatadas, acolhidas e reinseridas na família e na sociedade”, acrescentou.

Aos migrantes, dom José deixou uma mensagem de esperança: “Amados migrantes! Queridos irmãos e irmãs na fé! Mantenham viva a esperança de que um futuro melhor está reservado também a vós. Em vossos caminhos, possamos encontrar pessoas generosas capazes de práticas de acolhida, solidariedade e fraternidade. Abraço aqui as palavras do Papa Francisco e as faço minhas: ‘Para todos vós e para aqueles que dedicam suas vidas e suas energias ao vosso lado eu prometo a minha oração e concedo de coração a minha Bênção Apostólica'”.

Fonte: SPM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s