Planejamento Pastoral é tema de formação em Brasília

Por Cleymenne Cerqueira

Começou na ultima segunda-feira (14) e vai até amanhã, a 2ª Semana de Formação Missionária pra Coordenadores Diocesanos de Pastoral. O evento, que tem como tema “Planejamento missionário na igreja local”, é realizado pela Comissão Episcopal para a Missão e Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília.


Começou na ultima segunda-feira (14) e vai até amanhã, a 2ª Semana de Formação Missionária pra Coordenadores Diocesanos de Pastoral. O evento, que tem como tema “Planejamento missionário na igreja local”, é realizado pela Comissão Episcopal para a Missão e Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília.
A iniciativa dá continuidade aos trabalhos de formação iniciados em 2013 com coordenadores diocesanos de ação evangelizadora. Tem por objetivo central ajudar esses agentes pastorais a realizar a primeira urgência das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (DGAE), colocar a “Igreja em estado permanente de missão”, respondendo ao apelo de Aparecida sobre a Missão Continental.
O encontro, que reúne ministros ordenados, religiosos e religiosas, leigos atuantes em projetos missionários e envolvidos diretamente na coordenação pastoral em suas dioceses, traz ainda objetivos que trabalham especificamente orientações metodológicas para o planejamento pastoral e missionário.
E foi justamente nessa perspectiva que o padre Edson Barbosa, da diocese de Araçatuba (SP) veio participar da formação. Para o religioso, que também é coordenador do Conselho Missionário Diocesano (Comidi), a oportunidade de participar do curso é a chance de aprender mais sobre planejamento com o objetivo de que isso ajude a concretizar os trabalhos de base.
“Espero, com o que aprender aqui, não só montar o planejamento, mas fazê-lo acontecer. Nosso grande desafio hoje é esse. E esse horizonte de saber planejar, saber conduzir, faz com que ele não fique somente no papel, mas vá à prática, àquilo que é necessário”, disse.
Para Barbosa, fazer com que as ideias aconteçam na prática junto à comunidade hoje é um grande desafio, não só da missão, mas das pastorais como um todo. “Vivemos esse desafio enquanto Igreja, o de fazer acontecer nas comunidades. Talvez isso também aconteça porque alguns fiéis atualmente vivem um processo de ‘comodismo’, de assumir o seu papel, aquilo que Aparecida chamou de conversão pessoal e pastoral”, declarou.
Ainda de acordo com o coordenador, a própria situação social, econômica e religiosa hoje faz com que o fiel não tenha mais tanto compromisso missionário, compromisso pastoral com sua comunidade. Para ele, é justamente quando se faz o planejamento e parte-se para a comunidade que se consegue articular essas atividades.

http://www.pom.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3224%3Aplanejamento-pastoral-e-tema-de-formacao-em-brasilia&catid=16%3Anacionais&Itemid=75

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s