Fiéis comemoram festa litúrgica de Irmã Dulce

Rádio Vaticano

Irmã Dulce com crianças / Foto: Site Oficial Irmã Dulce

13 de agosto é o dia da festa litúrgica da Bem-aventurada Dulce dos Pobres, a beata Irmã Dulce, que também completaria 100 anos em 2014.

Uma vida toda dedicada aos pobres que deixou um grande legado na terra: As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) com quatro milhões de atendimentos ambulatoriais por ano. A devoção pela beata é tão grande que no primeiro semestre deste ano, o Memorial em sua homenagem recebeu 51.744 visitantes. O número é maior que o verificado no mesmo período do ano passado, 40.539 pessoas.

Dom Murilo Krieger, arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, celebrará a missa solene, às 10 horas, no Santuário da Imaculada Conceição da Mãe de Deus (Largo de Roma).

Em entrevista à Tribuna da Bahia, Dom Murilo falou do exemplo de vida do Anjo Bom da Bahia, como era assim chamada a freira, que deveria ser seguido por todos.

“Irmã Dulce nos deixou uma imensa herança. Quando faço tal afirmação, muitos logo pensarão em sua imensa obra social, que continua atendendo a milhares de pessoas cada dia. Mas eu penso, sobretudo, em sua capacidade de fazer sua a dor dos outros, em seu olhar para os mais necessitados e em sua paixão por Jesus Cristo. Essa herança de Irmã Dulce nos questiona e nos obriga a rever continuamente nossos próprios valores. Por isso, não podemos nos contentar em reverenciá-la; cabe-nos, sim, imitá-la, fazendo nossos os seus valores”, afirmou o arcebispo.

A sobrinha da beata e superintendente da Osid, Maria Rita Pontes, destacou a importância da data. “O dia 13 de agosto, dedicado à Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tem grande importância porque o exemplo de amor, de ternura e de humildade que Irmã Dulce nos deixou precisa ser lembrado e, especialmente, conhecido pelas crianças e jovens, para que eles possam, através de sua história, encontrar fonte de inspiração para praticar o bem, a terem fé, a serem solidários e a cultuarem a paz”, declarou.

É um dia de grande festa para os devotos, em sua quarta edição, com a estimativa da participação de milhares de fiéis para acompanhar a extensa programação no Santuário da Imaculada Conceição da Mãe de Deus (Largo de Roma).

Às 6h30, foi celebrada a Missa da Aurora por Dom Tommaso Cascianelli; às 8h30, a Missa dos Enfermos, por Frei Mário Erky, capelão da Obras Sociais irmã Dulce (Osid); às 10 horas, missa solene celebrada por Dom Murilo Krieger; às 14h a Ciranda de Fé, com Padre Lázaro Muniz e 17h Missa dos Devotos, por Frei Vandeí Santana, reitor do Santuário de Irmã Dulce. Logo após esta missa, para encerrar os festejos, haverá uma Procissão Luminosa, com saída do Santuário às 18h que promete embelezar a Praça Irmã Dulce.

Também tem a visitação ao Memorial Irmã Dulce (MID), localizado no Largo de Roma, uma exposição permanente sobre a vida e a obra da freira. A visita ao MID se estende também à Capela das Relíquias (no Santuário de Irmã Dulce), onde está o túmulo do Anjo Bom do Brasil. Com entrada franca, o museu está aberto de terça a domingo, no horário das 10h às 17h.

Fiéis comemoram festa litúrgica de Irmã Dulce  

Rádio Vaticano

Irmã Dulce com crianças / Foto: Site Oficial Irmã Dulce

13 de agosto é o dia da festa litúrgica da Bem-aventurada Dulce dos Pobres, a beata Irmã Dulce, que também completaria 100 anos em 2014.

Uma vida toda dedicada aos pobres que deixou um grande legado na terra: As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) com quatro milhões de atendimentos ambulatoriais por ano. A devoção pela beata é tão grande que no primeiro semestre deste ano, o Memorial em sua homenagem recebeu 51.744 visitantes. O número é maior que o verificado no mesmo período do ano passado, 40.539 pessoas.

Dom Murilo Krieger, arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, celebrará a missa solene, às 10 horas, no Santuário da Imaculada Conceição da Mãe de Deus (Largo de Roma).

Em entrevista à Tribuna da Bahia, Dom Murilo falou do exemplo de vida do Anjo Bom da Bahia, como era assim chamada a freira, que deveria ser seguido por todos.

“Irmã Dulce nos deixou uma imensa herança. Quando faço tal afirmação, muitos logo pensarão em sua imensa obra social, que continua atendendo a milhares de pessoas cada dia. Mas eu penso, sobretudo, em sua capacidade de fazer sua a dor dos outros, em seu olhar para os mais necessitados e em sua paixão por Jesus Cristo. Essa herança de Irmã Dulce nos questiona e nos obriga a rever continuamente nossos próprios valores. Por isso, não podemos nos contentar em reverenciá-la; cabe-nos, sim, imitá-la, fazendo nossos os seus valores”, afirmou o arcebispo.

A sobrinha da beata e superintendente da Osid, Maria Rita Pontes, destacou a importância da data. “O dia 13 de agosto, dedicado à Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tem grande importância porque o exemplo de amor, de ternura e de humildade que Irmã Dulce nos deixou precisa ser lembrado e, especialmente, conhecido pelas crianças e jovens, para que eles possam, através de sua história, encontrar fonte de inspiração para praticar o bem, a terem fé, a serem solidários e a cultuarem a paz”, declarou.

É um dia de grande festa para os devotos, em sua quarta edição, com a estimativa da participação de milhares de fiéis para acompanhar a extensa programação no Santuário da Imaculada Conceição da Mãe de Deus (Largo de Roma).

Às 6h30, foi celebrada a Missa da Aurora por Dom Tommaso Cascianelli; às 8h30, a Missa dos Enfermos, por Frei Mário Erky, capelão da Obras Sociais irmã Dulce (Osid); às 10 horas, missa solene celebrada por Dom Murilo Krieger; às 14h a Ciranda de Fé, com Padre Lázaro Muniz e 17h Missa dos Devotos, por Frei Vandeí Santana, reitor do Santuário de Irmã Dulce. Logo após esta missa, para encerrar os festejos, haverá uma Procissão Luminosa, com saída do Santuário às 18h que promete embelezar a Praça Irmã Dulce.

Também tem a visitação ao Memorial Irmã Dulce (MID), localizado no Largo de Roma, uma exposição permanente sobre a vida e a obra da freira. A visita ao MID se estende também à Capela das Relíquias (no Santuário de Irmã Dulce), onde está o túmulo do Anjo Bom do Brasil. Com entrada franca, o museu está aberto de terça a domingo, no horário das 10h às 17h.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s